UFSC abre inscrições às vagas suplementares para negros, quilombolas e indígenas

10/11/2017 15:56

A Comissão Permanente do Vestibular (Coperve) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou o edital nº 8, referente às inscrições ao processo seletivo para as vagas suplementares destinadas ao grupo etnicorracial negro, relativas ao ano letivo de 2018.

Também declaram abertas as inscrições ao edital nº 9 para as vagas suplementares para indígenas e quilombolas para o ano de 2018, a todos os que concluíram ou estão em vias de concluir o Ensino Médio (curso de 2º Grau ou equivalente).

As inscrições para as vagas suplementares devem ser realizadas no período de 17 de outubro a 13 de novembro de 2017.

Mais informações estão disponíveis na página da Coperve.

(Agecom/UFSC)

Estudantes do campus organizam evento cultural para debater diversidade e gênero

10/11/2017 11:17

Peça traz ao debate temática da violência de gênero (Foto: Grupo Teatro de Quinta)

As políticas públicas brasileiras na esfera dos direitos humanos apresentaram grandes avanços, sobretudo, a partir da década de 1990, no campo da educação e das relações de gênero. Nesse período, foram sancionadas novas leis e diretrizes que abarcaram a temática com o intuito de colaborar com a problematização em torno das desigualdades de gênero e da construção de um mundo mais justo e igualitário.

Entre esses documentos, encontra-se a Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 1996 e o Plano Nacional de Educação 2011/2020, que apresentam princípios como liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber; respeito à liberdade e apreço à tolerância; valorização do profissional da educação escolar - em especial, destacamos aqui a liberdade intelectual docente.

Após os debates e aprovação dessas diretrizes, emergiram discursos marcados pelo conservadorismo e intolerância referentes à abordagem das relações de gênero e diversidade sexual nos estabelecimentos de ensino. Tais discursos chamam a atenção pela simplificação, descontextualização e depreciação dos estudos de gênero, tornando educadores comprometidos com a garantia do direito humano ao acesso à educação sexual alvos de acusações de "doutrinação ideológica” dos alunos.

Shantays Grupo de Dança

Diante desse cenário preocupante, estudantes de licenciatura e engenharia matriculados nos componentes curriculares Educação, Direitos Humanos e Diversidade Sociocultural e Psicologia Educacional: Desenvolvimento e Aprendizagem, sob orientação da Profa. Dra. Renata Orlandi, organizaram um evento que ocorrerá nesta sexta-feira (10/11), às 20h, no auditório da Sede Acadêmica.

Tal atividade artística-cultural tem o objetivo de debater as (des)igualdades de gênero, os direitos sexuais e reprodutivos, a diversidade sexual e a dimensão ética do fazer docente no campo da sexualidade. Haverá a apresentação da peça teatral “João, o Louco”, da companhia blumenauense Teatro de Quinta. Também integram a programação da noite apresentações de dança com o grupo Shantays, exibição de curtas-metragens e a exposição de obras do artista plástico e estudante da Especialização em Educação Escolar Contemporânea, Charles Immianovsky.

A entrada é gratuita e o evento é aberto ao público (classificação: 16 anos).

(Texto: Fabiana Asano, sob orientação de Renata Orlandi)

______________________________________

Atividade cultural e debate - Educação, Direitos Humanos e Diversidade Sociocultural e Psicologia Educacional: Desenvolvimento e Aprendizagem

Data: 10 novembro (sexta-feira)

Horário: 20h

Local: Auditório UFSC – Sede acadêmica

 

Peça teatral “João, o Louco”

Classificação: +16

Grupo: Teatro de Quinta

Sinopse: João vive solitário, assombrado pelas lembranças de uma existência marcada por violência e crueldade. Ele conta apenas com a companhia da sua coleção de troféus macabros.

 

Ficha técnica

Dramaturgia: Nassau de Souza

Direção: Diones Rafael Silva

Produção: Teatro de Quinta

Cenário: Teatro de Quinta

Figurino: Teatro de Quinta

Iluminação: Teatro de Quinta

Operação de luz e sonoplastia: Diones Rafael Silva

Foto de divulgação: Eslley Scatena

Elenco: Gabriel Mantoanelli, Vanessa Martins, João Vitor Martins, Andressa Costa, Artur Gewehr, Tamara West, Alison Marcondes e William Tribess

Duração: 30 minutos

Classificação indicativa: +16

-----

Bibliografia

Ação Educativa. A ideologia do movimento Escola Sem Partido: 20 autores desmontam o discurso / Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação (Org.). São Paulo: Ação Educativa, 2016.

Relações de gênero na escola. Cristiane de Castro Ramos Abud. (Organizadora) – Rio de Janeiro: Dictio Brasil, 2017.

SOUSA, L. A. B., GRAUPE, M. E. Gênero e políticas públicas de educação. Anais do III Simpósio Gênero e Políticas Públicas. Londrina, 27 a 29 maio 2014.

 

Abertas as inscrições para a Escola de Verão 2018

08/11/2017 18:44

Estão abertas, até 26 de janeiro de 2018, as inscrições para Escola de Verão 2018 da UFSC Blumenau! Serão oferecidos quatro cursos nas áreas de Física e Matemática. Essa é uma ótima oportunidade para os estudantes que desejam aprofundar seus conhecimentos em tópicos que extrapolam o currículo habitual, aumentando assim o repertório de instrumentos conceituais. As aulas serão realizadas de 19 a 23 de fevereiro de 2018, na Sede Acadêmica.

Informações e inscrições no site verao.ufsc.br ou com o Prof. Felipe Vieira (f.vieira@ufsc.br). Conheça os cursos abaixo:

Física

Introdução à Mecânica Analítica

O objetivo do curso é apresentar uma breve introdução aos formalismos Lagrangeano e Hamiltoniano da Mecânica Clássica, cuja principal virtude é a de fornecer um ferramental adequado para o tratamento de problemas com vínculos, em sistemas com ou sem dissipação. Além de abordar a construção de ambos os formalismos, pretendemos apresentar outros tópicos relevantes tais como:

• a relação entre simetrias e leis de conservação (Teorema de Noether);
• sensibilidade às condições iniciais de movimento, que caracterizam a dinâmica caótica.

Pré-requisitos: Física I, Cálculos I e II.

Horários: a definir.

Ministrantes: Prof. Daniel Almeida Fagundes e Prof. Rafael Aleixo de Carvalho.

Palavras chave: princípio variacional, equações de Euler-Lagrange, dinâmica hamiltoniana, teorema de noether, caos.

Introdução à Teoria da Relatividade Especial

Neste minicurso exploraremos as motivações e consequências dos postulados de Einstein para a Relatividade Especial.

Pré-requisitos: Física I.

Horários: a definir.

Ministrante: Prof. Eslley Scatena Gonçales.

Palavras chave: relatividade; física

Matemática

Modelagem matemática e simulações probabilísticas

Existem duas formas de se modelar matematicamente um sistema. Uma delas é escrever exatamente as equações das variáveis que descrevem esse sistema. Contudo, quando se realiza modelagem de sistemas biológicos nem tudo pode ser descrito exatamente, por exemplo, quando você irá pegar uma gripe? Para resolver esse problema, é necessário realizar simulações estocásticas (probabilísticas). Neste curso, vamos mostrar as principais técnicas e métodos de realização de simulações estocásticas.

Pré-requisitos: Noções básicas de programação.

Horários: a definir.

Ministrante: Prof. Daniel Girardi.

Palavras chave: Modelagem baseada em Agentes, automata celular, simulação, python.

Uma introdução à Álgebra Geométrica

Álgebra Geométrica é uma área da matemática aplicada que busca representações algébricas para conceitos geométricos. Reconhecida pela comunidade dos físicos como ferramenta de grande importância, vem ganhando espaço em outras áreas, como bioinformática, engenharia, computação visual e robótica. A beleza e o poder da Álgebra Geométrica estão relacionados à sua capacidade de unificação, simplificação e generalização de vários objetos da matemática que envolvem conceitos geométricos, especialmente, no campo das álgebras lineares. Vetores, números complexos, quatérnios, tensores e formas diferenciais podem todos ser vistos de maneira integrada dentro da Álgebra Geométrica. Pode servir, também, como uma linguagem única para físicos, engenheiros e cientistas da computação, facilitando a definição e a compreensão de problemas que aparecem nessas áreas.

Pré-requisitos: Geometria analítica, Álgebra linear.

Horários: a definir.

Ministrante: Prof. Felipe Delfini Caetano Fidalgo.

Palavras chave: álgebra geométrica, subespaços, transformações, modelos de geometria.