Cine-debate exibirá documentário “A Educação Proibida” dia 5 de julho

25/06/2024 14:47

A turma da disciplina de Estágio I do curso de Licenciatura em Matemática da UFSC Blumenau e o projeto de extensão “Educações Matemáticas Críticas” promovem, no dia 5 de julho, um cine-debate sobre o documentário “A Educação Proibida”. O encontro acontece a partir das 14h, no Laboratório de Ensino de Matemática (Lema), na sala B124, e toda a comunidade acadêmica está convidada a participar.

O documentário lançado no ano de 2012 propõe questionar as lógicas da escolarização moderna e a forma de entender a educação, mostrando diferentes experiências educativas, não convencionais, que propõem a necessidade de um novo modelo educativo. Após a exibição do filme, haverá um debate entre os estudantes que estão fazendo estágio.

“A proposta rompe com a hierarquia de que somente a universidade ou doutores produzem teoricamente sobre a prática docente, reconhecendo e empoderando os saberes docentes mobilizados por profissionais no chão de escola e desde a sua formação inicial”, explica o professor Guilherme Wagner, coordenador da atividade.

Os participantes receberão certificado de extensão, validável como atividade extracurricular. Para isso, é necessário fazer inscrição prévia clicando aqui.

Daiana Martini/Serviço de Comunicação UFSC Blumenau

Tags: cine debateExtensãolicenciaturaMatemática

Alunos e professores participam do IX Encontro Catarinense de Educação Matemática

06/11/2023 16:06

Alunos e professores da UFSC Blumenau participaram na semana passada do IX Encontro Catarinense de Educação Matemática (Ecem). A edição deste ano teve como tema “Cenários das pesquisas e das práticas da Educação Matemática catarinense” e foi realizada de 30 de outubro a 1º de novembro, no Campus Chapecó da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

O evento tem como objetivo proporcionar um espaço para a comunidade de Educadores Matemáticos socializar os resultados de pesquisas e experiências desenvolvidas, bem como uma oportunidade de promover o diálogo entre pesquisadores, alunos de graduação e de pós-graduação e professores de Ensino Superior e da Educação Básica.

Representaram a UFSC Blumenau no evento os licenciandos em Matemática Aline Thaise Zermiani, Beatriz Bonelli Mafra, Castro Bedabual Embana, Manoela Beumler, Carlos Mané e Eduarda Semke dos Santos. Os estudantes foram acompanhados pelos professores Cíntia Rosa da Silva, Jorge Cássio Costa Nóbriga, Guilherme Wagner e Julio Faria Corrêa, que integrou a mesa temática “Pesquisa em Educação Matemática”.

De acordo com os estudantes, o evento foi muito interessante e produtivo pelo contato e interação com diversos professores e pesquisadores, de várias instituições diferentes. “Esse contato abre portas para que possamos nos encontrar e entender com qual área nos identificamos mais. Além dos contatos com pessoas externas à Universidade, a vivência do evento foi muito legal para a interação entre alunos e professores. Nos possibilitou conhecer mais os professores fora do ambiente da UFSC, ouvindo-os falar sobre suas pesquisas, o que dificilmente ocorre dentro do campus”, disseram os alunos em uma avaliação coletiva.

Para os estudantes, participar de eventos desse tipo é fundamental para a formação de um futuro professor. “É um ambiente de aprendizado diverso, com conteúdos necessários para a formação do curso, pautado nas dificuldades práticas da profissão. Participar de encontros como este nos traz importantes conhecimentos que se complementam ao que discutimos na universidade, e para quem já está inserido no mercado de trabalho, abre caminhos para novas práticas através da realidade que somos instigados todos os dias”, finalizam.

Serviço de Comunicação UFSC Blumenau

Tags: Encontro Catarinense de Educação MatemáticaeventolicenciaturaMatemática

Programa de iniciação à docência em Química seleciona bolsista e voluntários

27/10/2023 12:18

O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) da UFSC está com inscrições abertas até dia 8 de novembro para seleção de um bolsista do curso de Licenciatura em Química do Campus Blumenau. A vaga é destinada a alunos que tenham integralizado, no máximo, 60% da carga horária do curso. Além da vaga de bolsista, o edital prevê a seleção de até cinco voluntários para o programa.

A execução do projeto terá duração de 18 meses e o estudante selecionado receberá uma bolsa mensal no valor de R$ 700. Para se inscrever, o interessado deve preencher o formulário eletrônico e anexar todos os documentos solicitados: RG, CPF, histórico escolar, carta de intenção e comprovante do cadastro completo na Plataforma Capes de Educação Básica.

O processo seletivo será por meio de análise dos documentos apresentados no momento da inscrição, bem como da disponibilidade do aluno para desempenhar as atividades do programa (pelo menos 8h semanais).

Para mais informações sobre o processo seletivo, acesse o edital. O resultado preliminar será divulgado no dia 13 de novembro, no site do programa. Em caso de dúvidas, entre em contato com a coordenadora local do PIBID, a professora Franciellen Rodrigues da Silva Costa, pelo e-mail

>>> Para fazer sua inscrição, clique aqui.

Sobre o PIBID

O PIBID é um programa da Política Nacional de Formação de Professores do Ministério da Educação (MEC) que visa proporcionar aos alunos dos cursos de licenciatura sua inserção no cotidiano das escolas públicas de educação básica. Para o desenvolvimento dos projetos institucionais de iniciação à docência, o programa concede bolsas aos licenciandos, aos professores das escolas da rede pública de educação básica e aos professores das instituições de ensino superior.

Serviço de Comunicação UFSC Blumenau

Tags: iniciação à docênciainscrições abertaslicenciaturapibidPIBID UFSCQuímica

Estudante e egressas do curso de Licenciatura em Química apresentam trabalhos no Enpec 2023

24/10/2023 14:54

O licenciando Jeison Petersen e as egressas Eduarda Boing Pinheiro e Maitê Thainara Barth, do curso de Licenciatura em Química da UFSC Blumenau, apresentaram seus trabalhos na edição deste ano do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (Enpec 2023). O evento foi realizado de 2 a 6 de outubro, no município de Caldas Novas, em Goiás. O Enpec é um congresso bianual e o maior evento da área de Ensino de Ciências e Educação da América Latina.

Eduarda apresentou o trabalho “Educação ético-crítica em Ciências da Natureza: análises de publicações brasileiras sobre práticas no Ensino Médio em contextos da Educação do Campo”. Ela também é autora do trabalho “Potencialidades da Investigação Temática Freireana no planejamento de ensino comprometido com a materialização dos princípios da Educação do Campo”, também apresentado no evento. Eduarda atualmente é doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação Científica e Tecnológica (UFSC).

Já Maitê apresentou os trabalhos “Ensino de Ciências e Surdez: mapeamento da diversidade das publicações em periódicos nacionais” e “A importância feminina na história do desenvolvimento dos jogos online”. Maitê cursa o mestrado no Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O licenciando em Química Jeison Petersen apresentou o trabalho intitulado “A Representação do Conteúdo como instrumento para acessar, desenvolver e documentar o PCK: o que revelam os trabalhos do Enpec?”. O trabalho apresentando por Jeison foi resultado de uma iniciação científica realizada de forma voluntária e orientado pela professora Keysy Nogueira.

Ele conta que aproveitou ao máximo tudo que o evento ofereceu. “Foi uma experiência incrível e única para a minha formação docente. Além de apresentar meu trabalho, tive oportunidade de participar de escolas de formação, oficinas, palestras e mesas-redondas sobre diversas temáticas relacionadas ao ensino de ciências, como inclusão escolar, política públicas na formação de professores, mulheres e epistemologias da ciência, sustentabilidade, neurociência na educação, e, possibilidades e desafios no ensino de ciências”, conta Jeison.

O futuro professor relata também que fez conexões com outros colegas de formação e teve oportunidade de conversar com grandes referências da área. “Tudo o que vivi nesses cinco dias de eventos contribuíram e me motivaram a desenvolver mais pesquisas na área, além de ampliar meu olhar sobre a docência e perceber novas possibilidades no ensino de ciências. Agradeço a professora Keysy e a UFSC Blumenau pela honra em representar o campus em um evento de tal magnitude”, finaliza Jeison.

Serviço de Comunicação UFSC Blumenau, com informações da professora Keysy Nogueira

Tags: EnpeceventolicenciaturaQuímica

Estudantes da UFSC Blumenau participam de Seminário Institucional do Pibid na UFSC

12/09/2023 14:45

No dia 2 de setembro, oito estudantes do curso de Licenciatura em Química da UFSC Blumenau participaram do Seminário Institucional do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), que reúne todos os subprojetos do programa da UFSC. O evento foi realizado no Campus Reitor João David Ferreira Lima, em Florianópolis.

Participaram do evento os estudantes Bruna Quost, Horiecel dos Santos, Isabela dos Santos, Jeison Petersen, Julienni Ferreira, Karol Buttchewits, Maryanna Sanches e Raul Schramm. O Seminário é um encontro para que todos os bolsistas de iniciação à docência compartilhem as atividades realizadas nas escolas campo e os impactos do programa para a formação de futuros professores.

Durante o evento, os bolsistas participaram de uma roda de conversa, apresentando a estrutura do subprojeto, e também apresentaram um pôster sobre as atividades desenvolvidas nas escolas campo. O estudante Horiecel dos Santos está na terceira fase do curso de Licenciatura em Química, a primeira como bolsista do Pibid. Ele fez uma avaliação positiva do evento. “Foi muito bom para mim poder trocar experiência com professores e outros Pibidianos de cursos diversos. Esse evento contribuiu bastante na minha formação, porque pude aprender outros meios de dar aulas além dos métodos tradicionais, para tornar as minhas futuras aulas mais interessantes”, avalia.

Sobre o subprojeto 

O curso de Licenciatura em Química da UFSC Blumenau participa do Pibid por meio de um subprojeto interdisciplinar com os cursos de Licenciatura em Química e Física da UFSC Florianópolis. No Campus Blumenau, o subprojeto é coordenado pela professora Keysy Nogueira e tem como professora supervisora da educação básica a egressa Morgana Sofia Zilse. As escolas campo contempladas pelo programa atualmente são a EEB Adolpho Konder e a EEB Luiz Delfino.

A coordenadora conta que o subprojeto da UFSC Blumenau vem desenvolvendo diversas atividades, como mapeamento dos espaços físicos, materiais disponíveis e estrutura pedagógico de ensino com observações da sala de aula, planos de aula sobre química forense, elaboração de kits experimentais, proposta de oficina, análise do Projeto Político Pedagógico (PPP), dia da família, entre outras. “As atividades desenvolvidas nas escolas campo permitem que os bolsistas vivenciem aproximações entre a teoria e a prática pedagógica”, explica Keysy.

“Os momentos que o Pibid proporciona de experiência da docência faz com que o bolsista de iniciação à docência possa acessar os conhecimentos vistos no curso de Licenciatura em Química e assim construir os conhecimentos inerentes à docência. A articulação universidade-escola pode ainda contribuir para melhorar a qualidade do ensino na escola campo e o processo formativo de futuros professores na universidade”, finaliza a coordenadora.

Serviço de Comunicação UFSC Blumenau

Tags: eventoiniciação à docêncialicenciaturapibidQuímica

Estudante do curso de Licenciatura em Química apresenta trabalho no Eneq 2023

07/03/2023 15:34

O estudante Lucas Gonçalves, do 7º período do curso de Licenciatura em Química da UFSC Blumenau, teve um trabalho aprovado para apresentação no XXI Encontro Nacional de Ensino de Química (Eneq 2023). O evento aconteceu de 1º a 3 de março na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, e teve como tema “Democratização do Ensino de Química: (des)caminhos das Políticas Públicas Brasileiras”.

Lucas apresentou o trabalho intitulado “Construção de um questionário para análise da possível correlação entre o conhecimento docente e o autoconceito”, que foi resultado de um projeto de iniciação científica orientado pela professora Keysy Solange Costa Nogueira e coorientado pela professora Fernanda Luiza de Faria. Lucas explica que o trabalho apresenta a análise da confiabilidade de um questionário. “Ele foi respondido por 73 licenciandos em Química de universidades públicas brasileiras, que poderiam expressar seu nível de concordância para as 44 proposições. Para calcular a confiabilidade do instrumento, foi realizado o cálculo de alfa de Cronbach”, explica.

Os resultados revelaram que para todo o instrumento o alfa foi de 0.94, sugerindo que o instrumento tem um alta confiabilidade e reproduz dados confiáveis. “Estou muito feliz de participar do maior evento da área do Ensino de Química no Brasil e de ter a oportunidade de apresentar esse trabalho na modalidade oral, que desenvolvi na minha primeira iniciação científica”, avalia Lucas.

O estudante considera que o tema do evento foi bem pertinente e conta que, além da apresentação do seu trabalho, também participou de outras atividades. “Este ano o evento trouxe um belo debate sobre a democracia e políticas na educação, assunto de suma importância, principalmente para professores da educação básica. Além disso, no Eneq há diversas rodas de conversas e minicursos em uma perspectiva interdisciplinar e inclusiva da educação, o que pode contribuir para a construção de um ensino que considere a pluralidade do mundo e das pessoas que a constituem”, explica.

“Foi uma honra para mim prestigiar um evento dessa magnitude com profissionais renomados, representando a UFSC Blumenau e o nosso curso de Licenciatura em Química”, finaliza Lucas.

Serviço de Comunicação UFSC Blumenau
Fotos: arquivo pessoal

Tags: EneqeventolicenciaturaQuímica

Estudantes de Licenciatura em Química realizam oficinas em escolas públicas de Blumenau

14/12/2022 16:04

As estudantes do curso de Licenciatura em Química da UFSC Blumenau Beatriz Fernanda da Silva, Júlia Rezende e Maryanna Sanches Carneiro realizaram oficinas com estudantes de escolas públicas da cidade. As atividades foram realizadas nas instituições de ensino onde as licenciandas fizeram a disciplina Estágio Supervisionado I, ministrada pela professora Keysy Solange Costa Nogueira.

Uma das oficinas aconteceu no dia 1º de dezembro na Escola de Educação Básica Adolpho Konder com estudantes do Ensino Médio, e consistiu na fabricação de sabonete líquido. Maryanna conta que a ideia surgiu porque não havia esse item disponível nos banheiros da escola. “De início eu contextualizei de onde surgiu a primeira receita de como fazer sabão. Depois apresentei os materiais que foram utilizados e por fim falei da reação de saponificação que transforma um éster de um ácido graxo em um sal de um ácido carboxílico e um álcool”, explica. Os estudantes então foram separados em grupos pequenos e cada um deles produziu cerca de 100 ml de sabonete.

Maryanna aprovou a experiência de realizar a atividade diretamente com os alunos. “Teve um peso significativo para a minha formação. Por ser a disciplina de Estágio I, só fiquei na observação do ambiente escolar durante uns dois meses e quando finalizei a atividade me senti muito bem e feliz com o resultado. Durante a prática os alunos questionaram sobre o experimento e se mostraram bem empolgados em realizar”, relata.

Outra oficina foi realizada no dia 7 de dezembro no Centro de Educação de Jovens e Adultos de Blumenau, com estudantes que cursam o 3º bloco da disciplina de Química. O tema escolhido foi a produção de sabão utilizando óleo de cozinha usado. “Escolhemos esse tema para abordar os conteúdos de química orgânica e polímeros, além de reciclagem e descarte correto, acesso à saneamento básico e diferenças entre produtos como shampoo, sabão e sabonete. Os estudantes realizaram todo o processo de produção do sabão e depois responderam um questionário com questões pertinentes à teoria e prática da oficina”, conta Júlia.

A licencianda conta também que os estudantes se mostraram bastante curiosos sobre a fabricação de sabão. “Muitos fizeram questionamentos sobre onde poderiam adquirir os reagentes utilizados, para que pudessem reproduzir a prática em suas casas. Durante as explicações teóricas pertinentes ao tema, os alunos relacionavam a prática e a teoria de modo a conectarem com situações que vivenciaram ou vivenciam em seu cotidiano e estes relatos foram compartilhados com os demais estudantes da turma”, relata.

Para Júlia, a oficina foi uma boa forma de engajar os estudantes, proporcionando um olhar diferente sobre a química orgânica. “Creio que esta tenha sido uma grande oportunidade para nos aproximarmos da prática docente, tendo maior contato com o espaço de sala de aula, os estudantes e os diferentes profissionais que fazem parte deste espaço”, avalia a futura professora de Química.

Serviço de Comunicação UFSC Blumenau

Tags: estágiolicenciaturaoficinaQuímica
  • Página 1 de 4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4