Últimos dias para inscrições no Prêmio Mulheres na Ciência

01/06/2021 08:27

Encerra-se em 8 de junho o prazo para inscrições no Prêmio Propesq – Mulheres na Ciência, promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A premiação visa estimular, valorizar e dar visibilidade às mulheres que fazem pesquisas científicas, tecnológicas e inovadoras, bem como inspirar a comunidade científica interna e externa nas diferentes áreas do conhecimento e contribuir para diminuir a assimetria de gênero na ciência.

Podem propor indicações as próprias mulheres interessadas em concorrer, departamentos ou programas de pós-graduação da UFSC e orientandos atuais ou anteriores da pesquisadora. São contempladas três categorias: Júnior, para pesquisadoras que ingressaram no quadro permanente da UFSC após 31 de dezembro de 2013; Plena, para as que ingressaram entre 31 de dezembro de 2000 e 31 de dezembro de 2013; e Sênior, para aquelas que ingressaram antes de 31 de dezembro de 2000. As vencedoras receberão um diploma e terão um vídeo realizado pela Agência de Comunicação da UFSC (Agecom) para divulgação científica. A produção também comporá a galeria de destaques na ciência da Propesq.

O regulamento e o formulário para inscrições estão disponíveis no site da premiação.

Fonte: Notícias UFSC

 

Tags: Mulheres na CiênciaPesquisapremiaçãoPropesq

Equipe formada por alunos da UFSC Blumenau conquista prêmio em maratona sobre energias renováveis

25/05/2021 16:45

A equipe Green Power, formada por alunos do Campus Blumenau da UFSC, conquistou o terceiro lugar no HackaPower, uma maratona virtual onde equipes de todo o país desenvolveram soluções tecnológicas para desafios de energia renováveis. O evento foi realizado no último final de semana, de 21 a 23 de maio, e reuniu 107 participantes de 24 equipes.

Incentivados por professores do campus, os estudantes Cecília Vargas Gonçalves, Fabricio Roskowski, Guilherme Schlindwein Matiola, Klaus Dieter Kupper e Letícia Marques Bauler, todos do curso de Engenharia de Controle e Automação, apresentaram uma solução na linha do biogás, que ainda é pouco utilizado no Brasil. A equipe propôs a criação de um selo de produtor sustentável, que seria dado a indústrias do agronegócio que seguem as normas para descarte adequado dos resíduos e produção de biogás.

Cecília conta que a proposta surgiu em um brainstorming entre os integrantes do grupo, mas que a princípio ela foi deixada de lado. “A ideia do selo foi uma das primeiras que surgiram, mas um dos ministrantes das oficinas que participamos disse que 5% do trabalho era a ideia e 95% a execução. Então fomos pensando em outras soluções, mas no final a gente percebeu que o selo era uma ótima ideia e que nenhum dos outros grupos estava falando sobre isso”, relata.

A aluna também conta que essa foi a primeira vez que ela participa de uma maratona como essa. “No início eu estava bem insegura. Mas quando começamos a ter contato com empresários e eles nos incentivaram, deu aquele impulso de continuar. E mesmo que não tivéssemos ganhado, eu saí do evento com outra percepção de inovação e de como o mundo dos negócios começa. Nós não tínhamos nenhuma experiência com os desafios abordados e foi uma oportunidade de adquirir mais conhecimento”, avalia Cecília.

Confira a apresentação completa da Green Power no vídeo abaixo:

Com a conquista do terceiro lugar, a Green Power recebeu uma premiação em dinheiro no valor de R$ 1 mil. Para conhecer as outras soluções apresentadas durante a maratona, clique aqui.

(Daiana Martini/Comitê de Comunicação UFSC Blumenau, com informações da Unijuí, promotora do evento)

Tags: engenhariainovaçãomaratonapremiação

Aluno da UFSC Blumenau recebe prêmio em evento de engenharia e ciências aplicadas

08/11/2019 14:13

Arthur Fey, aluno da sexta fase do curso de Engenharia de Controle e Automação do Campus Blumenau da UFSC, recebeu o prêmio de melhor trabalho de graduação no 4° Congresso de Engenharia e Ciências Aplicadas nas Três Fronteiras (MEC3F 2019). O evento foi realizado de 2 a 4 de outubro, na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná.

O trabalho apresentado por Arthur foi “Análise da pressão e coeficientes de atrito de sapatas em freios a tambor”, que estudou a influência do material da lona de freio de caminhões e a pressão usada no cilindro dos freios no tempo de frenagem. “A hipótese era que o tempo de frenagem do caminhão era mais sensível ao material que constituía a lona de freio do que a pressão que era aplicada no cilindro. O que foi descoberto é que esse tempo de frenagem possui sensibilidades diferentes de acordo com a pressão submetida. Como os caminhões em sua maioria usam uma pressão entre 8 e 10 Bar, foi concluído que de fato o tempo de frenagem nesse caso é mais sensível ao material da lona de freio”, explica o aluno.

Em sua primeira participação em um congresso científico, Arthur ficou surpreso ao saber da premiação. “Fiquei sem saber como reagir nos primeiros momentos, mas logo que tomei ciência do que de fato tinha acontecido fui inundado com uma sensação de reconhecimento e de dever cumprido. Sabia que o trabalho estava muito bem feito e que tinha chances de levar a premiação para casa, mas sabia também que existiam muitos outros trabalhos com uma qualidade excelente, então eu contive minhas expectativas até o momento do resultado”, relata o estudante.

O reconhecimento incentivou Arthur a seguir fazendo pesquisa. “Senti que as horas aplicadas na elaboração do artigo foram reconhecidas, agora estou motivado a continuar a fazer trabalhos, como este, no ramo da engenharia. Gostaria de agradecer aos colegas Pedro Kohler e Rafael Lobato, que ajudaram a montar parte do trabalho, e ao professor Daniel Alejandro Ponce Saldías que foi o orientador”, relata Arthur.

Com previsão de formatura para 2021, ele ainda não definiu os próximos passos para quando terminar a graduação. “Confesso que estou indeciso entre pegar experiência no mercado de trabalho ou emendar com um mestrado na área de automação de processos industriais, no ramo madeireiro”, completa.

Sobre o evento

O Congresso de Engenharia e Ciências Aplicadas nas Três Fronteiras é realizado anualmente, desde 2016, contando com a participação de físicos, matemáticos, biólogos, administradores, economistas, engenheiros e tecnólogos. Em sua quarta edição, o evento reuniu cerca de 150 participantes. Além de palestras com pesquisadores nacionais e internacionais, trabalhos científicos de graduação e pós-graduação são apresentados em seções orais e pôsteres. Os objetivos do evento são congregar pesquisadores e apontar soluções para os mais diversos temas das engenharias e ciências aplicadas.

(Daiana Martini/Comitê de Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: automaçãociências aplicadascongressoengenhariapremiação