Direção do Campus emite nota sobre expedição de diplomas

13/02/2021 22:11

A Direção do Campus se manifestou sobre o atraso na expedição de diplomas, na última sexta-feira (12/2). O Diretor João Luiz Martins e equipe se comprometeram em intermediar a situação junto ao DAE para garantir que os documentos sejam entregues no menor prazo possível aos graduados.

Leia a íntegra da nota abaixo:

O Departamento de Administração Escolar (DAE), responsável pelo registro e expedição de diplomas da UFSC, está atravessando um momento difícil em função da falta de servidores, aliado ao momento atípico de pandemia e à obrigação legal de gozo de férias de membros da equipe nos intervalos destes semestre especiais. Sendo assim, o setor teve atraso nas entregas dos diplomas em razão dessas questões.

Segundo o chefe de Gabinete da UFSC existe uma força-tarefa sendo realizada e será dada prioridade àqueles que têm urgência na emissão (em razão de proposta de emprego, posse em concurso público ou matrícula em programa de pós-graduação, por exemplo). O Campus Blumenau, através da Direção e da Secretaria Acadêmica, está acompanhando e cobrando uma solução, bem como sinalizando as prioridades.

Ainda segundo o Gabinete da Reitoria, há uma fila de diplomas que começou a ser atualizada nesta semana. A previsão é que até o fim de fevereiro todas as entregas sejam efetuadas. Mas reiterou que, de igual forma, os casos mais urgentes ganham prioridade.

Assim sendo, seguiremos acompanhando a situação para garantir que todos (as) os (as) estudantes que já colaram grau tenham, o quanto antes, seu diploma em mãos.

A Direção.

(Fonte: Direção UFSC Blumenau)

Tags: diplomagraduaçãoNota da DireçãoufscUFSC Blumenau

UFSC na mídia: “A História é testemunha da importância da Ciência. A Ciência é a alavanca que move o mundo adiante!”

11/01/2021 16:18

Professor João Luiz Martins, Diretor do Campus Blumenau da UFSC e ex-Reitor da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP-MG), publica artigo no portal da Agência Primaz, de Mariana – MG.

Texto traz um panorama sobre o impacto do desenvolvimento científico sobre a qualidade de vida e o aumento da expectativa de vida da humanidade.

Clique no link abaixo para ler a íntegra do artigo:

https://www.agenciaprimaz.com.br/2021/01/11/a-historia-e-testemunha-da-importancia-da-ciencia-a-ciencia-e-a-alavanca-que-move-o-mundo-adiante/

(Fonte: Direção UFSC Blumenau)

Tags: artigocienciasaúdetecnologiaUFSC na mídia

Coronavírus: Direção prorroga vigência das normas de acesso e conduta nas dependências do Campus Blumenau até 22 de maio de 2021

02/12/2020 19:58

A Direção Geral do Campus Blumenau da UFSC prorrogou, até 22 de maio de 2021, a vigência das normas de acesso e condutas nas dependências do Campus em razão da pandemia de Covid-19.

Os (as) docentes que possuem estudantes com acessos autorizados para esse ano, devem verificar a permanência ou não da concessão e informar a Direção Geral () para atualização da planilha de acessos.

Novas autorizações devem seguir o trâmite normal de preenchimento do formulário de solicitação de uso do espaço.

Para acessar o manual completo com as normas, clique aqui.

(Camila Collato/Serviço de Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: acessoCovid-19normaspandemiasaúdeUFSC Blumenau

Consulta pública para escolha da Direção do CTE: Comissão Eleitoral publica resultado preliminar

30/10/2020 10:49

A Comissão Eleitoral publicou, nesta sexta-feira (30/10), o resultado preliminar da consulta pública para escolha da Direção do Centro Tecnológico, de Ciências Exatas e Educação (CTE), do Campus Blumenau da UFSC.

Única concorrente ao pleito, a chapa "Consolidar e Avançar", composta pelos professores João Luiz Martins e Adriano Péres, foi eleita com índice de 0,9455. A votação eletrônica foi realizada por meio do sistema e-Democracia. Ao todo, dos 1.454 eleitores aptos a votar - dentre técnicos, docentes e estudantes - 169 participaram.

O resultado preliminar pode ser acessado aqui.

Notícia completa e relatório individualizados, no site eleicoes.blumenau.ufsc.br.

(Camila Collato/Serviço de Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: consulta públicaCTE UFSC BlumenauDireçãoeleiçãoUFSC Blumenau

Consulta Pública para Direção do CTE: entrevista com a chapa Consolidar e Avançar

23/10/2020 17:26

João Luiz Martins (à esq.), atual Diretor da Unidade, concorre à reeleição juntamente com Adriano Péres (à dir.), chefe do CAC/BNU. (Fotos: Arquivo pessoal dos candidatos)

Neste mês de outubro, servidores (as) e estudantes serão convidados a participar da consulta pública para escolha da direção do Centro Tecnológico, de Ciências Exatas e Educação (CTE) do Campus Blumenau. Neste pleito há apenas uma chapa inscrita, Consolidar e Avançar, formada pelo atual diretor da unidade, professor João Luiz Martins (Diretor), do Departamento de Matemática (MAT/BNU) e Adriano Péres (Vice-diretor), docente do Departamento de Controle, Automação e Computação (CAC/BNU).

De modo a auxiliar a comunidade acadêmica na escolha, a chapa respondeu algumas perguntas a convite do Serviço de Comunicação do Campus Blumenau. A votação será realizada no dia 29/10 (quinta-feira), das 9h às 17h, por meio do sistema e-Democracia. Demais informações e documentos podem ser encontrados no site elaborado pela Comissão Eleitoral - eleicoes.blumenau.ufsc.br

--

1. Com a pandemia da Covid-19 ficou evidente a necessidade de fortalecer a capacitação de estudantes e servidores para uso e integração das tecnologias digitais no cotidiano acadêmico e administrativo. Como a Direção pretende fomentar uma cultura de inclusão digital e modernização das ferramentas de ensino para além do período remoto e de atividades pedagógicas não presenciais?

Resposta: A pandemia impôs a todos nós adaptações e improvisos em várias atividades e serviços, sem contar a complexidade das relações entre o ensino e a aprendizagem, em novos e desconhecidos ambientes pedagógicos para todos os atores envolvidos. Entretanto, no entendimento da nossa Chapa, pode-se aproveitar muito destas lições. As experiências acumuladas neste período serão certamente de grande valor para o futuro, seja na retomada sem restrições, seja num novo normal. A nova Direção está atenta e já ciente das estratégias e novas ações que precisam ser implementadas visando preparar ainda melhor nossos quadros de pessoal, suas condições de trabalho e dinâmica operacional para que, se tivermos que prosseguir com esta forma de atuação, a nossa resposta Institucional venha a ser dada de forma mais rápida e efetiva. É evidente, assim como, no início da pandemia, construímos coletivamente nossos canais de diálogos com a comunidade acadêmica e discutimos setorialmente nossas novas dinâmicas operacionais e pedagógicas, agora, estamos preparados para avaliar nossas atitudes e atividades, e, neste sentido planejá-las visando dar conta de acionar os diversos setores Institucionais para construir processos de capacitação e qualificação dos nossos quadros de servidores (professores e técnicos administrativos), bem como orientar e treinar nossos estudantes.

2. O Campus localiza-se em uma região industrial estratégica para o estado de Santa Catarina. Isso se reflete, inclusive, na sua concepção inicial. Dentro da proposta de promover e apoiar o relacionamento da academia com o setor produtivo, quais ações/projetos poderiam ser desenvolvidos em curto e médio prazo para aprofundar este contato?

Resposta: O Campus foi concebido pelo esforço de uma equipe multidisciplinar para estabelecimento da UFSC em Blumenau. Diante dos desafios colocados, haja vista o não cumprimento do Pacto Institucional MEC/UFSC, o Campus atravessou limitações nestes primeiros cinco anos de existência, pois, inúmeras ações tiveram que ser desenvolvidas, adaptadas, reorganizadas e implementadas para que pudéssemos concretizar, consolidar e desenvolver os cursos concebidos. Uma grande parte da infraestrutura está mais apropriada agora. Todos os cursos de graduação foram reconhecidos pelo INEP-MEC com conceito 4, o que demonstra o nível de qualidade do que estamos oferecendo à sociedade. Além disso, dos três cursos avaliados, via Enade, nossos estudantes obtiveram 3 notas máximas no exame, o que enaltece o nosso Campus e nos coloca dentro do conjunto de excelência de cursos nacionalmente. Dito isto, a Chapa reafirma os compromissos de consolidar os convênios com as secretarias e órgãos públicos e privados, para que nossos estágios dos cursos de licenciaturas possam ocorrer com qualidade. Além disso, pretendemos nos aproximar ainda mais dos municípios do entorno geográfico visando estreitar as relações entre a Educação Superior e a Educação básica, haja vista que precisamos aprender e avaliar nossos formandos, em suas práticas, bem como, que esta aproximação permita que a academia contribua com a melhoria da qualidade da educação básica na região, no Estado e no Brasil. Quanto ao setor produtivo a Chapa pretende consolidar as relações já existentes com um grande número de empresas, indústrias e setor de serviços, buscando o apoio dos nossos docentes envolvidos nestes núcleos de estágios e apoiando inciativas que venham a ampliar postos de estágios, projetos e atividades em parcerias com as empresas e demais setores. A UFSC é estratégica para contribuir com a inovação e empreendedorismo junto ao setor produtivo local e nacional. Uma instituição que gera novos conhecimentos, que possui corpo docente e técnico altamente qualificados certamente possui condições de construir parcerias importantes para a solução de inúmeros problemas destes setores. A UFSC Blumenau se consolida como uma boa e importante solução para os problemas do setor produtivo e não é um problema para a região, como alguns detratores pregam e afirmam em algumas mídias.

3. Vocês propõem a criação de algumas estruturas como comitês e/ou núcleos adicionais (com foco, por exemplo, em áreas como ensino a distância, internacionalização, educação inclusiva e etc). Como vocês pretendem articular essas novas estruturas com as já existentes (Secretarias, NDEs, Nupe, NAE, etc), de modo a evitar a pulverização de atividades correlatas em estruturas individualizadas e minimizar o impacto sobre a carga horária dos servidores docentes e técnicos?

Resposta: O Campus Blumenau não tem a estrutura de uma Universidade, ou mesmo as condições de proximidade entre Pró-reitorias, secretarias e outros órgãos institucionais como as que existem no Campus Sede, assim sendo, faz-se necessário pensarmos e naturalmente implementarmos estruturas que venham a facilitar nossas ações acadêmicas e administrativas e não duplicá-las. Prova disso, é a existência hoje de vários núcleos e comitês específicos. Entretanto, como a instituição é dinâmica e o nosso Campus também, a Chapa propõe a criação de comitês e também - se possível - núcleos, que venham a cuidar de temas relevantes e que hoje estamos, em parte e/ou quase totalmente descobertos de representação - Educação a Distância, Internacionalização e Educação Inclusiva. Na verdade, a tendência é que surjam editais em EaD, nos próximos meses, para apoiar projetos e ações nesta modalidade. É importante registrar que é estratégico colocarmos o Campus na vanguarda destes temas. Assim como a EaD, a internacionalização precisa ser assumida de forma mais efetiva, haja vista, não só, a importância da mobilidade acadêmica para nossos estudantes de graduação e pós-graduação, mas é claro a necessidade de melhoria de nossos indicadores institucionais no que se refere a internacionalização da nossa pós-graduação. Por outro lado ainda, o nosso Campus cada vez mais vem abrigando estudantes com alguma deficiência (física, auditiva, visual ou intelectual). É relevante implementarmos melhorias em nossas estruturas físicas, no que se refere ao atendimento e esses estudantes e demais pessoas, bem como garantir espaço e ambiente para que elas possam ter acesso ao material didático específico. Estas são algumas das razões que levaram a nossa Chapa a propor a ideia de um Núcleo de Educação Inclusiva para pensar políticas institucionais para este fim.

4. O panorama orçamentário sempre é alvo de preocupação por parte das universidades públicas, especialmente nos últimos anos. Enquanto diretores, considerando o alcance de suas decisões, como vocês pretendem articular melhorias neste sentido para o Centro/Campus junto à Administração da UFSC e demais entidades do governo?

Resposta: Sim, de fato o financiamento da educação superior é e continua sendo um dos grandes desafios para que os dirigentes de universidades e dos campi consigam garantir o desenvolvimento, manutenção e investimentos necessários para que seja possível ofertar aos jovens e adultos uma educação gratuita e de qualidade. Neste cenário, a Chapa, ciente destas limitações, reafirma compromisso de lutar por recursos, junto à Seplan/UFSC, de manutenção e investimentos relativos ao duodécimo de recursos para consumos, serviços, diárias e passagens, bem como por investimentos para ampliar nossa capacidade de atender as inúmeras demandas por equipamentos e demais materiais permanentes. Como em outros momentos, a busca por emendas parlamentares também está dentro do nosso conjunto de atuação. Apesar de a região estar pouco representada no Congresso Nacional, pretendemos buscar uma aproximação através da assessoria parlamentar da UFSC, acionar a reitoria para levar nossas demandas ao MEC, visando retomar o atendimento do pacto, tanto relativo aos recursos orçamentários prometidos, quanto as nossas necessidades de professores e técnicos administrativos.

5. No âmbito da gestão, quais projetos/ações (curto, médio e longo prazo) podem ser implementadas para a profissionalização das chefias; mapeamento e implementação de processos; além da coleta, análise e tratamento de dados de ordem administrativa e acadêmica?

Resposta: A gestão democrática e transparente está consolidada no nosso Campus. A nossa Chapa reafirma este compromisso. A nova direção pretende prosseguir ouvindo, orientando e contribuindo com os mais variados setores acadêmicos e administrativos no que se refere às ações necessárias e suficientes para a continuidade das nossas atividades. Treinamentos e capacitação aos servidores docentes e técnico-administrativos serão prioridade em nossa gestão, o que certamente deverá ajudar na melhoria da profissionalização das chefias. Por outro lado, a ausência de servidores técnicos e docentes em algumas áreas muitas vezes são motivos de dificuldades na gestão das mais variadas chefias. Nossa Chapa irá desencadear ações específicas junto à Administração Central com o intuito de tentar ampliar nossos quadros (docentes e técnico-administrativos) como parte da melhoria da nossa gestão e também para um melhor atendimento à sociedade. O Campus, através da Direção Administrativa e da Agente de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas, desenvolve, hoje, um projeto (o InterAÇÃO) no qual nossos servidores realizam estágios em setores da sua escolha ou afinidade. Esta ação tem sido exitosa e contribui estrategicamente na melhor lotação dos nossos técnico-administrativos. Esta é uma ação que vamos apoiar e ampliar. Uma outra proposta consiste em avaliar, em parceria com as chefias imediatas e demais servidores envolvidos nestes setores, o dimensionamento de pessoal, bem como as atividades de cada setor visando aproveitar, fortalecer o trabalho remoto e se possível adotar estratégias de trabalho desta natureza, mesmo na ausência da pandemia.

Por fim, a Chapa se coloca à disposição da comunidade acadêmica para receber sugestões, críticas e comentários pelos e-mails: e

 

(Camila Collato/Serviço de Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: consulta públicaDireçãoeleiçãoUFSC Blumenau

Direção Geral edita portaria normativa para acesso aos prédios do Campus

28/08/2020 13:15

(Atualizado em 14/09/2020, às 19h28min)

A Direção Geral do Campus Blumenau publicou, nessa sexta-feira (28/8), a Portaria Normativa 001/2020/BNU, a qual regulamenta o acesso e uso das dependências do Campus Blumenau durante o período de pandemia da Covid-19. O documento visa garantir que as atividades de caráter emergencial e prioritário sejam desenvolvidas dentro das normas de segurança sanitária. As novas exigências passam a vigorar a partir de 31 de agosto (segunda-feira).

Tanto servidores, quanto estudantes deverão registrar a entrada nos locais, por meio de declaração, a cada ingresso no Campus, e haverá verificação do agendamento do espaço físico para o usuário/interessado no sistema de salas. Também poderão ser realizadas aferições de temperatura para autorização da entrada. Esses protocolos objetivam manter um controle e rastreio dos contatos, quando de uma eventual notificação de suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. Além disso, o uso de máscara é obrigatório, bem como o respeito às lotações máximas indicadas pela portaria. A Direção providenciará ainda a disponibilização de recipientes com álcool gel 70% nas salas e laboratórios para higienização das mãos.

Para o discente envolvido em atividades de pesquisa e que necessitar acessar os laboratórios, será necessário solicitar autorização ao professor orientador, com justificativa da urgência. O aval final virá da Direção Geral, manifestada concordância da Chefia de Departamento ou Coordenação de curso de graduação ou do programa de pós-graduação envolvido. Os docentes e técnicos deverão solicitar autorização para a chefia imediata, além de verificar a disponibilidade de uso junto ao responsável do laboratório (supervisor) ou de outros espaços físicos (administração de edifícios) e a reserva da sala no sistema.

Um passo a passo será publicado para cada segmento da comunidade acadêmica e também uma cartilha informativa com as normas e condutas para acesso ao Campus neste período de pandemia. A portaria e a declaração de acesso aos servidores podem ser encontradas no Portal do Servidor e, para os estudantes, no Guia dos Estudantes das UFSC Blumenau. Dúvidas podem ser encaminhadas para o e-mail

Sistema de reservas de salas:

(Camila Collato/Serviço de Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: acessoCoronavíruspandemiaportariasaúdesegurança

Direção do CTE promove live com a comunidade acadêmica, nesta quarta-feira (8)

07/07/2020 19:07

A Direção do Centro Tecnológico, de Ciências Exatas e Educação (CTE) convida todos para uma live (transmissão ao vivo), nesta quarta-feira (8/7), no canal do Youtube da UFSC Blumenau.

O bate-papo contará com os diretores João Luiz Martins e Ana Julia Dal Forno, com a Diretora Administrativa do Campus Blumenau, Carolina Suelen da Silva e com o representante discente José Vitor Oliveira Nazareth, do curso de Engenharia de Controle e Automação.

A comunidade acadêmica pode enviar suas perguntas pelo chat da transmissão ou por e-mail para  A iniciativa conta com o apoio do Comitê de Comunicação da UFSC Blumenau.

 

Tags: CTEufscUFSC Blumenau

Conselho de Unidade do CTE transmitirá sessão ao vivo na terça-feira (7/7)

29/06/2020 17:00

(Atualizada em 2/7/2020, às 19h34min)

Com o cancelamento da reunião prevista para esta quarta-feira (1/7), em razão da falta de energia elétrica e de conexão com a internet ocasionadas pelos temporais em Blumenau, e a realização da reunião do Conselho universitário na segunda-feira (6/7), o Conselho de Unidade do Centro Tecnológico, de Ciências Exatas e Educação (CTE) do Campus Blumenau da UFSC, convida novamente a comunidade acadêmica para acompanhar reunião ordinária a ser realizada no dia 7 de julho (terça-feira), às 14h, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da UFSC Blumenau.

Em pauta, temas como o panorama sobre a pandemia de Covid-19 e seus reflexos para a UFSC; e análise e deliberação sobre o relatório do Comitê de Combate à Covid-19 na UFSC, em relação à retomada de atividades no Campus Blumenau, à luz do planejamento, em fases, apresentado neste relatório.

+ Leia também:

+ Documentação

Tags: Campus BlumenauReunião ordináriaufscUFSC Blumenau