Professora lança canal no YouTube que ensina Libras para ouvintes

18/06/2020 14:16

A professora da UFSC Blumenau Fabiana Schmitt Corrêa lançou um canal no YouTube intitulado Um Sinal de Inclusão, onde ensina a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para ouvintes. A ideia surgiu nesse momento de distanciamento social, provocado pela pandemia do novo coronavírus, para divulgar a língua e informações sobre a comunidade surda.

Fabiana explica que os temas dos vídeos são pensados para a comunicação do cotidiano, como saudações, contexto de alimentação, animais e lugares públicos de Blumenau. No entanto, o canal está aberto para sugestões. “Estamos sempre observando os comentários dos vídeos para suprir os interesses das pessoas que acompanham o canal. Foram solicitados temas referentes aos espaços e utensílios de casa e já estamos providenciando esse vídeo”, revela.

Além de ensinar os sinais para a interação cotidiana, os vídeos também trazem curiosidades referentes à língua e apresentam o uso da gramática. Para ajudar na elaboração dos vídeos, a professora conta com a bolsista voluntária Morgana Aline Voigt, formada no curso de Licenciatura em Química da UFSC Blumenau e atualmente aluna do mestrado em Nanociência, Processos e Materiais Avançados, também no Campus Blumenau.

Fabiana conta que atualmente ainda é comum que familiares de pessoas surdas se sintam inseguros sobre o uso da Libras. “A difusão da língua de sinais e a apresentação da cultura surda à sociedade promove a aproximação entre pessoas surdas e ouvintes, rompendo a barreira comunicacional e atitudinal. Esperamos que esse projeto amplie o conhecimento das pessoas e elimine o preconceito referente à Libras”, completa a professora.

O canal faz parte do projeto de extensão "Libras: comunicação e informação", coordenado pela professora Fabiana. Além do canal para difusão da língua, o projeto inclui ainda a tradução dos boletins sobre o coronavírus emitidos pela Prefeitura de Blumenau.

(Daiana Martini/Comitê de Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: acessibilidadeExtensãoinclusãoLIBRAS

Coronavírus: UFSC Blumenau recebe doações de alimentos e materiais de higiene e limpeza

09/04/2020 09:31

O Campus Blumenau da UFSC está recebendo doações de alimentos e, principalmente, de materiais de higiene e limpeza, que serão distribuídos aos estudantes que estão enfrentando dificuldades socioeconômicas devido à pandemia provocada pelo novo Coronavírus. As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, no Bloco A da Sede Acadêmica (Rua João Pessoa, 2750, Velha).

Na semana passada, a UFSC Blumenau recebeu cerca de uma tonelada de alimentos, vindos da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE/UFSC), que foram distribuídos aos alunos que já haviam manifestado alguma dificuldade até o dia 7 de abril. Para organizar o recebimento e a distribuição das doações - e também identificar e atuar em outras questões de vulnerabilidade socioeconômica enfrentadas pelos alunos do campus - foi criado o Grupo de Trabalho de Apoio do Discente, formado técnicos-administrativos, professores e alunos.

Esse GT disponibilizou um formulário on-line para que os alunos cadastrem as suas principais necessidades. O formulário ficará disponível até que as atividades da UFSC voltem ao normal, incluindo o funcionamento do Restaurante Universitário (RU).

(Daiana Martini/Comitê de Comunicação da UFSC Blumenau)

Tags: alimentaçãoassistência estudantilCoronavírusNAE

Coronavírus: Administração Central da UFSC prorroga suspensão de todas as atividades presenciais até 30 de abril

07/04/2020 11:27

A Administração Central da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publica nesta terça-feira, 7 de abril, Portaria Normativa nº 357, que estabelece a prorrogação das atividades acadêmicas e administrativas presenciais até o dia 30 de abril. A medida unifica o período de suspensão, já que as aulas, por conta de Decreto estadual estão suspensas em Santa Catarina até 19 de abril e as atividades administrativas vinham sendo suspensas por períodos de uma semana.

“A decisão se ampara em todos os indicadores gerados por especialistas, segundo os quais o ‘pico’ da curva de expansão do contágio deve ocorrer em torno do dia 20 de abril”, explica o reitor, Ubaldo Cesar Balthazar. Como a UFSC suspendeu as aulas inicialmente no dia 16 de março e depois, com o Decreto estadual, esse período foi ampliado até o dia 19 de abril, houve um movimento especialmente de estudantes de volta para casa. Mais de 30% dos alunos da UFSC têm residência familiar fora das cidades em que estudam.

A partir da ampliação da suspensão das atividades também os setores técnicos e administrativos podem manter-se por mais tempo desenvolvendo atividades remotas – quando possível – e assim preservar o isolamento social, estratégia confirmada por autoridades sanitárias como essencial para conter a propagação em massa. “Insistimos que, o fundamental nesse momento e nos próximos dias e semanas, é cuidarmos de nossa saúde e de nossos amigos e familiares. Ficar em casa”, reforça o reitor.

Desde que houve a suspensão, a UFSC tem demonstrado que está atuando firmemente no combate à pandemia. São inúmeros os projetos de pesquisa e investigação que geram soluções e ações voltadas à segurança, realização de exames, medidas de prevenção, atividades de solidariedade. Além disso, com o fechamento dos Restaurantes Universitários, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) instituiu um programa emergencial, para subsidiar com bolsas os estudantes com cadastro sócio econômico situado na faixa dos mais vulneráveis.

“Temos tido esse cuidado, com estudantes que dependem das refeições e que, neste momento, demanda ainda mais apoio”, diz o pró-reitor da Prae, Pedro Manique Barreto. Além da bolsa, que terá um segundo edital em abril, já foram destinadas cestas básicas aos estudantes da Moradia Estudantil e do alojamento indígena, e remetidos mais de uma tonelada de alimentos a cada um dos outros quatro campi da UFSC. A PRAE, com apoio do Diretório Central dos Estudantes (DCE), segue nesta semana com mais uma ação de distribuição de seis toneladas de alimentos.

“Como eu disse há duas semanas, a Universidade não está parada. Estamos trabalhando, e muito, para manter nossa instituição voltada à preservação de vidas, nosso bem mais importante e essencial”, diz o reitor.

>> Leia, na íntegra, a Portaria Normativa nº 357/2020/GR.

(Agecom - Agência de Comunicação da UFSC)

Tags: CoronavírusCovid-19prevençãosaúde

Covid-19: Orientações gerais para o Campus Blumenau – Prevenção e o que fazer em caso de sintomas

16/03/2020 16:34

Atualizada em 1/04/2020

Diariamente as informações e os números sobre o novo coronavírus estão sendo atualizados pelas autoridades em saúde. No entanto, algumas informações não mudam, que são as formas de se prevenir contra a contaminação do vírus.

Lavar as mãos, evitar aglomerações, cobrir a boca ao tossir ou espirrar, higienizar mãos e objetos pessoais com álcool em gel passaram a ser atitudes obrigatórias para todos os cidadãos.

As principais orientações relacionadas à higiene pessoal são:

• Lavar as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão com frequência;
• Evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
• Evitar contato próximo com pessoas doentes;
• Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
• Cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
• Limpar e desinfetar objetos de uso pessoal e superfícies tocados com frequência.

Foto: Marcelo Martins

Onde procurar atendimento em Blumenau

Em Blumenau, a Prefeitura Municipal montou dois Ambulatórios de Atendimento para Casos Suspeitos do Coronavírus: um na Policlínica Lindolf Bell, no bairro Itoupava Norte (em frente à rodoviária) e um no Setor 3 do Parque Vila Germânica, no bairro Velha. Nas duas unidades, os atendimentos acontecem das 7h às 19h.

De acordo com a Prefeitura de Blumenau, todas as pessoas que apresentarem sintomas gripais como febre, mal-estar, coriza, tosse ou congestão nasal poderão se dirigir até um desses ambulatórios. Casos com esses sintomas aliados a dificuldade de respirar, a orientação é para que as pessoas procurem um pronto-socorro.

Além disso, a Prefeitura também disponibilizou um atendimento on-line para o esclarecimento de dúvidas sobre o novo Coronavírus, via Whatsapp, pelo número (47) 99935-3561, e por meio do telefone 156, opção 1.

O Ministério da Saúde também disponibiliza um telefone para esclarecimento de dúvidas, o Disque Saúde, por meio do número 136. A ligação é gratuita de qualquer lugar do Brasil, de telefone fixo ou celular.

Redução do contato social: seja responsável e solidário!

Neste momento, é imprescindível que cada um se conscientize da importância de evitar o contato social. Ficar em casa, não frequentar bares, restaurantes, cinemas e locais com grande circulação de pessoas é a única forma de evitar a disseminação da doença. Mesmo pessoas que não apresentem sintomas da doença devem evitar aglomerações, uma vez que já foram registrados casos positivos assintomáticos.

Foi pensando nisso que a UFSC suspendeu as aulas em todos os campi: para que a comunidade acadêmica fique em suas casas, evitando o contato com outras pessoas. Cada um é responsável por ações para se manter saudável e impedir a transmissão da doença!

Onde se informar

Sempre que for procurar informações sobre o coronavírus, busque os canais oficiais das Secretarias de Saúde municipais, Secretaria de Estado da Saúde e Ministério da Saúde.

Não compartilhe informações de fontes desconhecidas. Elas podem conter informações incompletas e/ou erradas, que podem colocar em risco a saúde das pessoas. Neste site, é possível acompanhar em tempo real as notificações de casos da doença.

(Daiana Martini/Comitê de Comunicação da UFSC Blumenau)


Fontes:

https://www.blumenau.sc.gov.br
http://www.saude.sc.gov.br/coronavirus
https://www.saude.gov.br

Tags: Coronavírusprevençãosaúde