Conselho de Unidade confere Diplomas de Reconhecimento a parlamentares catarinenses

14/06/2018 20:05

(Atualizado em 15/06/2018, às 19h37)

O Conselho de Unidade do Centro de Blumenau convida a comunidade acadêmica para uma sessão solene pública, no dia 21/06, às 17h30min, no auditório da Sede Acadêmica. Na ocasião serão concedidos "Diplomas de Reconhecimento" a dois congressistas catarinenses que contribuíram para a consolidação do campus através do direcionamento de emendas parlamentares, no ano de 2018. A cerimônia também será uma prestação de contas à sociedade sobre os equipamentos e melhorias executadas no campus possibilitados pela verba recebida.

O Deputado Federal Décio Lima (PT/SC) destinou R$ 400.000,00 (capital/investimento) e o Senador Dalírio Beber (PSDB/SC) R$ 250.000,00 (capital/investimento) e R$ 50.000,00 (custeio), totalizando R$ 700.000,00. Com a verba foi possível a compra de equipamentos para laboratórios, essenciais à formação pedagógico-acadêmica dos estudantes da graduação.

Panorama - O cenário de escassez orçamentária enfrentado pelas universidades federais no Brasil está em pauta desde o ano passado, quando os reitores de instituições consolidadas como a UnB e a UFSM anunciaram possuir capacidade de quitar as contas habituais até, no máximo, setembro de 2017. As bolsas também sofreram cortes: as de permanência estudantil,  destinadas à estudantes de baixa renda, indígenas e quilombolas; de pesquisa e extensão; e programas como o "Ciência Sem Fronteiras" tiveram a oferta reduzida drasticamente desde 2015. O cenário levou até mesmo a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) a contemplar uma proposta de criação de um partido político para ganhar voz no Congresso Nacional.

Em 2018 o Ministério da Educação (MEC) anunciou mudanças no repasse das verbas de investimentos (obras e compra de máquinas). Apenas metade do dinheiro foi disponibilizada para uso das Instituições, sendo os outros 50% controlados pelo Ministério que fará a distribuição entre as 63 universidades federais, individualmente, caso a caso (veja reportagem especial da Rádio Câmara). Esta é a primeira vez, na última década, que o MEC retém investimentos dessas Instituições. Até o momento o Ministério não definiu critérios objetivos de descentralização destes recursos.

(Comunicação UFSC Blumenau)

Tags: cienciacorteseducaçãoMECorçamentoufscuniversidade
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2