UFSC oferece Curso de Aperfeiçoamento em Educação, Pobreza e Desigualdade Social – modalidade EaD (Polo Blumenau)

26/11/2018 14:27

Inscrições prorrogadas até 16 de dezembro de 2018

Edital 007/CED/2018 - Processo seletivo para ingresso no Curso

---

Sobre o curso

Curso de Aperfeiçoamento Educação, Pobreza e Desigualdade Social (EPDS) tem a finalidade de provocar o debate e a reflexão, sobretudo, no que se refere aos processos de educação envolvendo sujeitos que vivenciam a pobreza ou a pobreza extrema. A provocação de tal debate está fundamentalmente associada aos desafios postos pela quase universalização da educação básica no Brasil nas últimas décadas. Esse esforço visa o cumprimento de um dever do Estado, portanto, um direito da população, garantido pela Constituição Federal de 1988 e pela Lei nº 13.005/2014, de 25/06/2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE).

Para que esse esforço apresente resultados, é necessário o conhecimento aprofundado do lugar social de origem de crianças, adolescentes e jovens, bem como da realidade das escolas públicas brasileiras. Considerando, desse modo, os desafios postos pela quase universalização da educação básica; pelos questionamentos referentes ao tensionamento das relações entre educação, pobreza e desigualdade social; pela necessária e urgente formação continuada de profissionais da educação; e visando fomentar o debate acadêmico sobre a temática, com vistas à transformação social de contextos empobrecidos, propõe o Curso de Aperfeiçoamento EPDS.

Objetivo Geral

Formar, em nível de aperfeiçoamento, na temática da Educação, Pobreza e Desigualdade Social, profissionais da educação básica (gestores escolares, professores, coordenadores pedagógicos, assistentes sociais) e outros envolvidos com políticas sociais que estabelecem relações com a educação para a necessidade de romper com práticas escolares que reforçam a condição de pobreza e reproduzam as desigualdades sociais.

Quem pode fazer?

É pré-requisito para o ingresso pertencer às categorias descritas como público-alvo, sendo que, nesta edição, a admissão será priorizada pela ordem descrita abaixo.

- Profissionais da educação básica (gestores escolares, professores, coordenadores pedagógicos) atuantes no Estado de Santa Catarina;
- Assistentes sociais e outros envolvidos com políticas sociais que estabelecem relações com a educação de crianças e adolescentes que vivem em circunstâncias de pobreza ou extrema pobreza, atuantes no Estado de Santa Catarina.

Metodologia

O Curso é organizado na modalidade à distância, organizado em torno de 3 módulos temáticos com duração de 180h. O Módulo Introdutório (40h) é comum a todos os percursos formativos e trata do tema: Pobreza, Desigualdades e Educação. Os demais módulos, que podem ser combinados em diferentes formatos de cursos, estão organizados a partir dos temas: a) Pobreza e Cidadania (60h); b) Pobreza, Direitos Humanos, Justiça e Educação (60h); c) Escola: espaços e tempos de reprodução e resistências da pobreza (60h); e d) Pobreza e Currículo (60h). A dinâmica proposta abrangerá: um processo introdutório, em que a equipe gestora local apresentará o processo formativo em sua totalidade; acesso aos módulos, no Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA); encontros presenciais para as avaliações e socialização de atividades do curso, preferencialmente, ao final de cada Módulo e início do Módulo subsequente, podendo ser realizados em polos de apoio presencial; e encontro final para apresentação dos Trabalhos Finais de Curso (TFC). O TFC terá duração de 20 horas e tratará da trajetória escolar de crianças e adolescentes em situação de pobreza, beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF), que articule reflexões teóricas à trajetória escolar dessas crianças e adolescentes, tendo como centralidade os principais fatores que têm dificultado o acesso, a permanência e a conclusão dos estudos dessas populações na idade adequada.