UFSC Blumenau realiza doação de almofadas à Rede Feminina de Combate ao Câncer

15/08/2019 16:09

Moldes das almofadas são disponibilizados online para incentivar sua produção - clique aqui

Aproveitar resíduos têxteis para criar novos produtos já é um trabalho bem interessante, né? Evita o descarte desses materiais no meio ambiente e contribui para a sustentabilidade do planeta. Imagina então se esse novo produto for algo para levar um pouco de conforto a pacientes com câncer de mama em tratamento?

Essa foi a ideia da estudante Adriana Eidt, bolsista voluntária do projeto de extensão “O lixo que vira luxo: utilização de retraços têxteis para elaboração de novos produtos”, coordenado pela professora Grazyella Cristina Oliveira de Aguiar. Juntas, elas confeccionaram 25 almofadas em formato de coração que foram doadas à Rede Feminina de Combate ao Câncer de Blumenau na última quarta-feira, 14 de agosto.

Adriana conta que a ação foi inspirada na campanha “Doe um coração e ajude mulheres com câncer de mama”, criada pela designer Carol Viana. No site eduK, plataforma de cursos on-line, ela ensina como confeccionar almofadas em formato de coração para ajudar mulheres que se recuperam da mastectomia, que é a cirurgia de retirada da mama. “Achei super bacana, pois minha mãe tem câncer há 25 anos e sempre fico atenta nos projetos que surgem sobre a temática”, conta a estudante.

As peças foram confeccionadas no Laboratório de Desenvolvimento de Produtos Têxteis (LDPT) da UFSC Blumenau, utilizando resíduos têxteis doados por empresas da região. “O objetivo da almofada é dar um pouco de conforto e carinho para as pacientes que estão passando pelo tratamento”, explica a professora Grazyella. A almofada é uma importante aliada das pacientes no período pós-operatório, principalmente para dormir, facilitando o posicionamento do braço da maneira correta, o que minimiza as dores musculares.

A RFCC de Blumenau contabiliza mais de 260 mil atendimentos e 87 mil pacientes cadastradas

Adriana foi aluna do curso de Engenharia Têxtil do Campus Blumenau em 2018. Atualmente está concluindo o curso de Antropologia, no Campus Florianópolis da UFSC. “Já estou no TCC, e posteriormente pretendo voltar para a Engenharia Têxtil. Pra mim foi uma grande satisfação, pois sei como é importante para essas mulheres terem algum apoio na doença, o mínimo que seja. Mais pra frente queremos fazer mais corações, movimentar outros estudantes voluntários e escrever bilhetinhos para entregar às pacientes junto com o coração”, revela a estudante.

Saiba mais

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. Ele é causado pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor.

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com taxas de sucesso satisfatórias. Caso a doença seja diagnosticada na fase inicial, a chance de cura é superior a 90%, por isso a necessidade frequente de fazer o autoexame e realizar a mamografia. A recomendação da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) é que as mulheres façam o exame a partir dos 40 anos de idade. Pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a faixa dos 50 aos 69 anos é definida como público prioritário para a realização da mamografia, segundo normas da Organização Mundial da Saúde (OMS), seguidas pelo Ministério da Saúde.

(Daiana Martini/Comitê de Comunicação UFSC Blumenau, com informações Grazyella Aguiar e Inca)

Tags: blumenaucâncerengenhariaExtensãorede femininasaúdetextilufsc

Estudante de Engenheira Têxtil da UFSC vence prêmio na área e participará de estágio em universidade espanhola

03/06/2019 15:28

Jéssica Jenifer Sornas

Jéssica Jenifer Sornas, 25 anos, formanda 2019/1 pela Universidade Federal de Santa Catarina - Campus Blumenau é a vencedora do Prêmio Sinditêxtil-SP Profissional do Futuro. O concurso irá levar a engenheira têxtil para um estágio na conceituada Universidade Politécnica de Catalunya (UPC), na Espanha e promover uma visita guiada na maior feira de máquinas têxteis do mundo, a ITMA.

O Prêmio é uma iniciativa para fortalecer a imagem do setor têxtil como portador de futuro, incentivar e atrair estudantes para a área, além de apoiar e reconhecer talentos genuínos. Nesta primeira edição do Prêmio, os professores selecionaram de um a dois recém-formados ou do último ano, em seis faculdades de engenharia têxtil ou similar, de quatro estados brasileiros.

O setor têxtil, especialmente o desenvolvimento e produção de insumos (fios, fibras, tecidos) é altamente tecnológico. Tecidos inteligentes, tecidos técnicos, beneficiamentos que agregam tratamentos, além de wearables, necessitam de profissionais muito qualificados” declara Luiz Arthur Pacheco, presidente do Sinditêxtil.

A ganhadora passará por estágio de um mês na UPC, campus de Terrassa, onde terá a oportunidade de conhecer as mais avançadas tecnologias para soluções de processos e desenvolvimento de produtos, com enfoque em sustentabilidade e tratamento de resíduos. “Desde os nove anos de idade sempre quis ser engenheira, não especificamente têxtil, mas quando comecei a conhecer a grandeza desse mundo, me apaixonei. Estou muito feliz e orgulhosa. Esse resultado demonstra a qualidade do curso de Engenharia Têxtil da UFSC”, afirma Jéssica.

Prêmio Profissional do Futuro conta com o apoio de várias empresas que entendem nesta ação um incentivo do setor têxtil para que jovens continuem a buscar conhecimento e formação na área, que é muito promissora. As patrocinadoras do Prêmio Sinditêxtil-SP são: AdatexAssociação Brasileira dos Técnicos Têxteis (ABTT), Castanhal, Fios Têxteis H Marin, Golden TechnologyParamount TêxteisPerfeito Acessórios de ModaSantista Workwear.

  • Saiba mais sobre o Prêmio Sinditêxtil-SP Profissional do Futuro no site da iniciativa.

Sobre o Sinditêxtil-SP

Fundado na década de 30, o Sinditêxtil-SP tem como principal missão coordenar, fortalecer e representar legalmente a Cadeia Produtiva Têxtil; do cultivo do algodão, matérias-primas sintéticas, fibras têxteis, fiações, até tecelagens, tinturarias e estamparias, no Estado de São Paulo.

Sobre a Universidade Politécnica de Catalunya

Fundada em 1971, a Universidade Politécnica de Catalunya tem como especialidade cursos em engenharia e busca excelência em seus estudos, para isso conta com convênios com instituições educações e Entidades de vários países.  A UPC possui uma estrutura com mais de 30 mil alunos, 20 centros docentes, 52 patentes registradas por ano e 234 programas de formação permanente.

(Fonte: Assessoria do Sinditêxtil-SP/Ligia Santos)

Tags: engenhariaprêmiotextil

UFSC Blumenau participa da Semana Fashion Revolution Brasil

22/04/2019 18:07

(Atualizado em 23/04/2019, às 10h01min)

De 22 a 28 de abril diversas cidades do Brasil estarão engajadas na Semana Fashion Revolution Brasil, movimento que há 5 anos promove - por meio de eventos,  ações, rodas de conversa, exibições de filmes e workshops - a mudança de mentalidade e comportamento em consumidores, empresas e profissionais da moda. O movimento foi criado após um conselho global de profissionais da moda se sensibilizar com o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, que causou a morte de 1.134 trabalhadores da indústria de confecção e deixou mais de 2.500 feridos. A tragédia aconteceu no dia 24 de abril de 2013, e as vítimas trabalhavam para marcas globais, em condições análogas à escravidão.

A campanha #QuemFezMinhasRoupas surgiu para aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto no mundo, em todas as fases do processo de produção e consumo. Realizado inicialmente no dia 24 de abril, o Fashion Revolution Day ganhou força e hoje tornou-se a Fashion Revolution Week, que conta com atividades promovidas por núcleos voluntários, em mais de 100 países.

Em Blumenau e região, importante polo de produção têxtil, a Universidade Federal de Santa Catarina, a Fundação Universidade Regional de Blumenau (Furb), o Instituto Federal de Santa Catarina  - Campus Gaspar (IFSC), Uniasselvi e o Senai/Blumenau concentram as ações, que incluem uma instalação da artista plástica Maria Carmen Von Linsingen elaborada a partir de resíduos têxteis, cinedebate com documentários que abordam a temática do trabalho escravo no setor, talks sobre sustentabilidade, acessibilidade  e gênero na moda, oficinas e exposições.

Ainda na proposta do Fashion Revolution está sendo realizada uma arrecadação para um brechó beneficente em parceria com a Associação de Cegos do Vale do Itajaí (ACEVALI). As caixas de coleta estão posicionadas na entrada do hall do bloco A da sede Acadêmica. Para doar, basta que a peça esteja limpa e em bom estado de conservação.

---

Veja a programação da Semana Fashion Revolution

Programação UFSC Blumenau

Exposição "Noscasulos" fica aberta ao público até 10 de maio

22.04 (segunda-feira)

18h - Instalação Artística Noscasulos, com Maria Carmen Von Linsingen - Auditório UFSC Blumenau. Até 10 de maio de 2019.

Minicurrículo: Maria Carme Von Linsingen nasceu em Florianópolis-SC e formou-se em Educação Artística pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em 1976. Iniciou suas atividades profissionais em tecelagem em 1990 e atualmente vive e trabalha em Blumenau, local onde desenvolve o trabalho de pesquisa com resíduos têxteis da região.

--

23.04 (terça-feira)

08h - Instalação que reflete sobre os temas igualdade de gênero, trabalho justo e proteção ambiental. Instalação criada por alunos do curso de Engenharia Têxtil em parceria com alunos do curso de Engenharia de Controle e Automação.

--

25.04 (quinta-feira)

18h - Cine Debate, documentário The True Cost, com Marilise Sayão, Francisco Claudivan, Renata Orlandi, Rosenei Zanchett e Leandro de Oliveira - Auditório da UFSC Campus Blumenau.

Inscrição

Participantes da mesa

Francisco Claudivan Silva: Engenheiro Têxtil formado em 2005 pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, mestre e doutor em Engenharia Mecânica pela UFRN. Professor adjunto do curso de Engenharia Têxtil da Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC, campus Blumenau. Tem experiência na área gestão da produção fabril e comercial têxtil, gestão de qualidade com a utilização das ferramentas da qualidade para melhorias de processos, probabilidade e estatística com ênfase em Controle Estatístico de Processo (CEP) produtivo.

Marilise Luiza Martins dos Reis Sayão: Graduação em Ciências Sociais. Mestrado e Doutorado em Sociologia Política. Professora adjunta da Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC, campus Blumenau. Atualmente coordena o Laboratório de Ciência, Tecnologia e Inovação - LabCTI - UFSC/Blumenau. Tem experiência nas áreas de Sociologia, Antropologia e Ciência Política, com ênfase em Sociologia Política e Movimentos Sociais e em Estudos Sociais em Ciência e Tecnologia.

Renata Orlandi: Possui graduação, mestrado e doutorado em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pós-doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Carina e pós-doutorado em Psicologia pela Universidade Autônoma de Barcelona. Professora adjunta da Universidade Federal de Santa Catarina, campus Blumenau. Tem experiência na área de Psicologia, em ênfase em Psicologia Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: educação sexual e direitos humanos.

Rosenei Terezinha Zanchett: Mestra em Design Profissional pela Univille- SC. Consultora em Design Estratégico pela Politecnico di Milano – Itália (IT). Atua há mais de 15 anos como professora, pesquisadora, consultora e palestrante em Desenvolvimento de Produtos, Processo Criativo, Design Estratégico, Comportamento de Consumo e Pesquisa em Tendência de Moda.Atende empresas na área de Moda como: Parigi Confecções, C&A, , Riachuelo, Pernambucanas, Marisa, Extra, Zinzane, Hering, Petrobras, Rovitex, Dmenor Jean, Mensageiro dos Sonhos, Boutique dos Jalecos e Contramão Calçados.

Leandro Luiz Costa de Oliveira: Auditor Fiscal do Trabalho desde 2007. Bacharel em Direito - Universidade Mackenzie. Engenharia Produção - Poli-USP. Atualmente trabalha com Saúde e Segurança do Trabalhador - GRT/Blumenau.

--

Arrecadação para o Brechó da ACEVALI

Até 26 de abril, no hall de entrada no bloco A, sede Acadêmica - UFSC Blumenau.


Programação Senai, Fundação Hering e visitações

22.04 (segunda-feira)

18h - Abertura da Exposição Tingimento Natural e Ecoprint de Marion Rupp e Flavio Hach - Fashion LAB1 Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

19h - Bate Papo: Figurino x Moda _ Ressignificando com Vanessa Neuber - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

--

24.04 (quarta-feira)

18h45 - Talk: O que pode ser considerado um trabalho justo e decente? - Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

--

25.04 (quinta-feira)

18h30 - Visita a Fábrica da Círculo e Bate Papo: Fashion Handmade com Junior Oliveira, Rodrigo Zen e Marcelo Detzel - Círculo S/A (Dr. Nereu Ramos, 360 - Coloninha, Gaspar - SC)

19h - Talk: Cadeia da Moda, com Pedro Schmitt - Fundação Hering (R. Hermann Hering, 1740 - Bom Retiro, Blumenau - SC)

20h - Talk: Empreendedorismo Consciente, com Tiago G. C. Dos Santos - Fundação Hering (R. Hermann Hering, 1740 - Bom Retiro, Blumenau - SC)

19h - Oficina de Transformação Criativa de Roupas, com Catia Regina e Karine Fonseca Buzzi - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

--

27.04 (sábado)

10h - Troca-Troca Afetivo - Fundação Hering (R. Hermann Hering, 1740 - Bom Retiro, Blumenau - SC)

--

28.04 (domingo)

9h - Oficina de Papel Artesanal Artístico, com Nelson Julio - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

9h - Oficina de Biotintas (para crianças), com Bruna Neves - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

14h - Abertura com coletivo Fashion Revolution Blumenau - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

14h30 - Talk: Exposições Tingimento Natural e Ecoprint, com Marion Rupp e Flavio Hach - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

15h30 - Talk: Diversidade e Gênero na Moda - O Corpo Político, com Nina Florsz Alice Alves Lucas Buss Lua Geiss - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

16h30 - Talk: Moda como Transformação Social, com Greice Simas Gabriela Lenzi Augusto De Paula Simone Passarin - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)

17h30 - Talk: Moda Inclusiva, Tecnologias Vestíveis e Tecnologias Assistidas, com Grazyella Aguiar Fabieli Breier e Christian Mailer - Fashion LAB Senai Blumenau (R. São Paulo, 1.147 - Victor Konder, Blumenau - SC)


Programação IFSC Gaspar

23.04 (terça-feira)

18h30 - Abertura da exposição Moda Sustentabilidade e Arte, com Ricardo dos Santos - IFSC Gaspar (R. Adriano Korman, 510 - Bela Vista, Gaspar - SC)

19h - Talk: Desafios das sobras na Indústria Têxtil, com Ana Siebert da Fundação Hering - IFSC Gaspar (R. Adriano Korman, 510 - Bela Vista, Gaspar - SC)

19h - Cine The True Cost - IFSC Gaspar (R. Adriano Korman, 510 - Bela Vista, Gaspar - SC)

25.04 (quinta-feira)

18h30 - Oficina Bordado Manual, com Maria Luiza Fonseca - IFSC Gaspar (R. Adriano Korman, 510 - Bela Vista, Gaspar - SC) - Inscrição

18h30 - Oficina de Macramê, com Ediane Zanetti - IFSC Gaspar (R. Adriano Korman, 510 - Bela Vista, Gaspar - SC) - Inscrição

 

(Fonte: Fashion Revolution Brasil, com informações Grazyella de Aguiar)

Tags: engenhariamodaresponsabilidade socialsustentabilidadetextil

“Quem fez minhas roupas?” Campanha arrecada doações para brechó da ACEVALI

11/04/2019 14:28

Sabe aquela roupa, em bom estado, que você não usa mais e gostaria de doar, mas não sabe como? Aquela peça que está fora de moda, ou encostada, ocupando espaço no seu guarda-roupas? Então, essa única peça ou várias outras podem ser doadas!

A turma da disciplina Introdução ao Design e Moda (PIDRIS), do curso de Engenharia Têxtil da UFSC, está desenvolvendo um projeto em parceria com o brechó da Associação dos Cegos do Vale do Itajaí (Acevali). As peças arrecadadas mediante doação serão customizadas e vendidas no brechó, com o objetivo de arrecadar fundos para a instituição.

Vamos fazer a diferença e participar desta campanha! Para doar é muito simples:

  1. Separe as peças, em bom estado de conservação, que você não usa mais;
  2. Lave as peças;
  3. Deixe essas peças no posto de coleta – caixa de papelão sinalizada no hall de entrada do bloco A, sede acadêmica, até o dia 26 de abril.

Esse ano a turma está unindo forças com os integrantes do movimento Fashion Revolution do Brasil para bater a meta de arrecadação dos anos anteriores. O movimento Fashion Revolution tem como objetivo conscientizar sobre os impactos socioambientais do setor têxtil, de confecção e moda, incentivar a transparência e fomentar a sustentabilidade. O movimento foi criado após um conselho global de profissionais da moda se sensibilizar com o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, que causou a morte de 1.134 trabalhadores da indústria de confecção e deixou mais de 2.500 feridos. A tragédia aconteceu no dia 24 de abril de 2013, e as vítimas trabalhavam para marcas globais, em condições análogas à escravidão.

Mostre que você está na moda e tem um guarda-roupa consciente deixando no seu armário peças que você realmente usa!

(Informações Grazyella Aguiar, com Fashion Revolution Brazil)

Tags: Extensãomodaresponsabilidadesocialsustentabilidadetextil